Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Agosto, 2016

O nosso exórdio swinguer

Pouco mais de um ano depois de nos assumirmos swingers, foi publicada uma reportagem sobre o swing em Portugal: http://www.noticiasmagazine.pt/2015/swing-nos-eles/. A primeira comoção foi um completo dissabor. Uma das características atraentes sobre o meio é o secretismo e, apesar de ser inevitável negar que parte desse glamour é perdido em detrimento do mundo virtual, ver uma reportagem de um conceituado jornal mencionar os clubes existentes e promover o modo de vida pareceu-me desnecessário. Mas, esta foi só a opinião inicial.
Esmiuçado todo o texto, espoletou a reminiscência. Em mais uma conversa cúmplice a dois, concluímos que quase tudo está escrito conforme vivenciamos e idealizamos. Na realidade até assumimos, entramos no meio pelo mundo virtual.
Tinha muita vontade em afirmar a minha bissexualidade. Fantasiava muito em ver o meu amante de vida com outra e que ele me visse a mim. No mundo cibernético é muito mais fácil esconder a timidez e partilhar estes desejos com outros. N…

Ecletismo sexual

Freud, criador da psicanálise, afirmou que todos nascemos bissexuais. Já Alfred Kinsey, conhecido como pai da revolução sexual, definida na escala de kinsey, disse que podemos ser bissexuais, homossexuais ou heterossexuais em determinados períodos ao longo da vida. Investigações muito debatidas e fundamentadas, paradoxalmente tal como o conceito em si: bissexualidade. 
Quer tenha regressado às minhas origens, quer seja apenas um momento da minha vida defino-me como polivalente. Aprecio ambos seres, masculino e feminino de uma forma muito autêntica. A mulher tem o dom da sensualidade e suavidade, o homem o dom da objectividade e vigor. Há dias que temos mais vontade de sal outros de açúcar. E mantendo esta minha coerência, delicio-me com o sabor agri-doce.
Relembro um serão de sábado, pouco depois de já ter firmado a minha bissexualidade. A necessidade de dançar era urgente e, sem escolher o local, terminei as primeiras horas da madrugada num bar liberal. Só depois dos primeir…